Zambézia será a primeira província a receber apoio do Millennium Challenge Corporation

Zambézia será a primeira província a receber apoio do Millennium Challenge Corporation

Entre 350 e 400 milhões de dólares é o valor a ser investido nas áreas de agricultura e desenvolvimento rural a partir do ano 2023, na província da Zambézia. A iniciativa é do Millennium Challenge Corporation, um programa de desenvolvimento dos governos norte-americano e moçambicano.

Foi confirmada na sexta-feira, o compacto dois, entre Moçambique e o Millennium Challenge Corporation, uma agremiação norte-americana de apoio aos projectos de desenvolvimento sócio-económicos. Significa que depois dos 500 milhões de dólares financiada em Moçambique em 2019, no compacto um, que envolveu projectos de água e saneamento, abre-se um novo horizonte de iniciativas de desenvolvimento e desta vez com a província da Zambézia como foco.

“Pela forma como nós executamos esse compacto, o governo americano decidiu aprovar em Moçambique para podermos trabalhar para a concretização do compacto dois”, disse o ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane.

Segundo o director-executivo da MCC para Moçambique, Kannet Miller, “inicialmente vai se ter o foco na província da Zambézia, mas isso não quer dizer que ao longo do tempo não pode ter outros projectos a evoluir no compacto que não são especificamente para aquela província”.

Não ainda está estipulado o montante específico que será alocado para o projecto que tem arranque previsto para 2023. “Em 350 a 400 milhões, mas pode ser mais ou também menos, tudo depende da justificação. Nós sabemos das condições que Moçambique para um bom investimento, mas isso é um processo que leva tempo para assegurar que o investimento que estamos a fazer”, disse Kannet Miller.

Além da componente de desenvolvimento agrícola e rural, a iniciativa estará também voltada para a mitigação dos fenômenos naturais adversos.

Partilhar este artigo