Standard Bank assegura ter solidez para continuar na banca nacional

Standard Bank assegura ter solidez para continuar na banca nacional

O Standard Bank Moçambique garantiu, esta segunda-feira, aos seus clientes e parceiros de negócio que apesar da sua suspensão no mercado cambial, os restantes serviços prosseguem normalmente em toda a sua rede bancária nacional.

De acordo uma nota, o banco reafirma a sua solidez e capacidade suficiente para administrar os riscos que podem surgir no mercado neste momento. A instituição revelou, igualmente, estar já na fase final o processo de nomeação de novo administrador.

“O Standard Bank está a finalizar o processo das nomeações de um novo administrador-delegado e director da Banca de Grandes Empresas. Eles serão anunciados assim que a aprovação regulamentar for recebida”, lê-se no documento.

A suspensão do Standard Bank do Mercado Cambial Interbancário foi anunciada em 23 de Junho e, no dia seguinte, o Banco de Moçambique anunciou a abertura de três “processos de contravenção” contra aquela instituição bancária e dois dos seus colaboradores, nomeadamente Adimohanma Chukwuama e Carlos Madeira, que estão inibidos de exercer cargos em instituições de crédito por seis anos e deverão pagar multas de seis milhões de meticais e 14 milhões de meticais, respectivamente.

O Standard Bank terá também de pagar uma multa de 290 milhões de meticais, após a constatação de “infrações graves” durante inspecções, com destaque para manipulação fraudulenta da taxa de câmbio.

Partilhar este artigo