Sector privado pede ao BAD maior inclusão das PME´s na sua estratégia de financiamento

Sector privado pede ao BAD maior inclusão das PME´s na sua estratégia de financiamento

A Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) solicitou ao BAD a revisão da sua estratégia, de modo a permitir maior inclusão das Pequenas e Médias Empresas (PME´s), e o financiamento poderá ser repassado às empresas de pequena e média dimensão através de Bancos Comerciais.

O sector privado manteve há dias, um encontro com a Directora Executiva do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), Judith Kateera, no qual abordaram, entre outros assuntos, a questão de financiamento ao sector privado. O BAD dispõe de mecanismos de financiamento para projectos de grande dimensão avaliados a partir de 30 milhões de dólares.

Desde a eclosão da pandemia, o sector empresarial aponta que tem vindo a registar prejuízos avultados devido, essencialmente, aos constrangimentos que esta pandemia impõe a este sector em termos de acesso ao mercado, aumento dos custos de produção e deterioração do ambiente macroeconómico.

Segundo a CTA, até Agosto de 2020, 4 300 empresas encontravam-se gravemente afectadas pelos impactos causados pela pandemia do novo coronavírus, sobretudo no sector de hotelaria e restauração, porém, até 31 de Dezembro de 2020, um total de 1 075 empresas declararam a sua falência.

Só no primeiro semestre do ano passado, estima-se que, o volume total de perdas do sector empresarial moçambicano, como um todo, ascendido a aproximadamente 31,263 milhões de Meticais, o correspondente a 453 milhões de dólares.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta