SE denuncia máfias religiosas em nome de Deus

SE denuncia máfias religiosas em nome de Deus

Algumas confissões religiosas na província de Inhambane vendem falsas promessas aos seus crentes e fiéis em nome de Deus, denunciou o Secretário de Estado (SE) local, Amosse Macamo.

Citado pelo Notícias, Macamo indicia as igrejas de procurarem sobreviver às custas da enganação.

“Estou profundamente preocupado com o facto de algumas confissões religiosas, sobretudo as emergentes, sobretudo as emergentes, deixarem de pregar o evangelho para passar a vender promessas falsas, criando, desta forma, expectativas não realizáveis, nos seus crentes ou seguidores”, referiu.

O SE falava recentemente num encontro com os representantes das confissões religiosas de debate das causas dos suicídios, e proliferação de igrejas.

De acordo com Macamo, a frustração de algumas expectativas propicia a ocorrência de suicídios ou outros males para a sociedade. Ele notou o facto de idosos serem vítimas de homicídio por acusações de feitiçaria, o que, supostamente, leva ao fracasso dos filhos e netos.

O responsável apela à vigilância da comunidade a pessoa que emite sinais de suicídio, mas também a que os líderes religiosos formem-se em Teologia.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.