SADC aprova USD20 milhões para preparação de 12 projectos regionais, três destinados a Moçambique

SADC aprova USD20 milhões para preparação de 12 projectos regionais, três destinados a Moçambique

O Mecanismo de Preparação de Projectos da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC PPDF, sigla em Inglês) aprovou, em Agosto passado, um total de 20,2 milhões de USD para a preparação de 12 projectos regionais que abrangem os sectores da energia, transportes e água, e espera-se que estes gerem pelo menos 3 biliões de USD em investimento em infra-estruturas. Desses 12 projectos, pelo menos três beneficiam Moçambique.

Segundo informações da “Carta” os projectos têm um enorme potencial de abrir oportunidades de negócios em toda a cadeia de valor da infra-estrutura, não apenas em serviços de consultoria, mas também financiamento, construção, fornecimento de equipamentos, tecnologia e habilidades, bem como operações e manutenção.

Entre os projectos aprovados pelo PPDF e financiados pela União Europeia (UE) e pelo Banco KfW da Alemanha estão o Projecto de interligação eléctrica MOZISA entre Moçambique, África do Sul e Zimbabwe; Projectos Africa Green Co (todos os Estados Membros da SADC); Lomahasha Namaacha Cross Border Water Supply Project (Eswatini e Moçambique) e o Projecto de Abastecimento de Água e Saneamento de Kazungula (Zâmbia).

Dos projectos estão também a segunda linha de energia Alaska-Sherwood no Zimbabwe, a interligação de transmissão Angola-Namíbia; Estrada com portagem Kasemeno-Mwenda e o desenvolvimento hidroeléctrico de Luapula entre a RDC e a Zâmbia, Mulembo Leyla Hydro na Zâmbia; o Corredor Ferroviário Norte-Sul envolvendo Botswana, RDC, África do Sul, Zâmbia e Zimbabwe e o projecto de Desenvolvimento de Directrizes e Padrões para Projectos de Energia Renovável, incluindo uma estratégia de financiamento e incentivo nas Maurícias.

Segundo dados consultados pela “Carta” no site da SADC explicam que a expansão planificada das instalações de produção de energia na Região precisa de uma forte rede de transmissão para poder suprir a carga adicional. “Espera-se que os projectos de transmissão aprovados pelo PPDF removam os estrangulamentos no sistema de transmissão do Grupo de Energia da África Austral (SAPP) e aumentem a capacidade de rodagem e assim melhorar o comércio entre os Estados Membros da SADC”, enaltece a fonte.

O Mecanismo da SADC detalha que as linhas de transmissão poderão apoiar o crescimento e facilitar a integração de novos projectos de geração. “Os corredores nos sectores de energia e transporte estão a ser defendidos para criar corredores para apoiar o desenvolvimento industrial e melhorar a segurança energética na Região.

O Southern African Power Pool (SAPP) também tem mantido diálogos com várias agências e bancos de desenvolvimento e garantiu financiamento multilateral para vários projectos e actividades, que incluem capacitação, assistência técnica e financiamento preparatório de projectos para apoiar os esforços do PPDF da SADC”, acrescenta a fonte.

O PPDF visa ajudar a SADC a abordar a implementação do Plano Director de Desenvolvimento de Infra-estruturas Regionais da SADC (RIDMP), que irá promover e contribuir para melhorar a integração económica regional. A finalidade do financiamento do PPDF é aumentar o crescimento económico sustentável e a prestação de serviços chave que afetam o desenvolvimento na Região da SADC, através da resolução de constrangimentos ao desenvolvimento de infra-estruturas.

O Banco de Desenvolvimento da África Austral (DBSA) foi nomeado pelo Secretariado da SADC como agente de implementação e gestor de fundos para o PPDF.

Os principais objectivos da SADC são alcançar o desenvolvimento, paz e segurança e crescimento económico, aliviar a pobreza, melhorar o padrão e qualidade de vida dos povos da África Austral e apoiar os socialmente desfavorecidos através da integração regional, baseada em princípios democráticos e desenvolvimento equitativo e sustentável. (Carta)

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.