Produção de energia eléctrica em Moçambique caiu 1,3% nos primeiros três meses de 2024

Moçambique registou, no primeiro trimestre deste ano, uma queda em 1,3% da produção de energia eléctrica no global, quando comparado com o período homólogo de 2023.

Segundo o balanço do Plano Económico e Social e Orçamento do Estado (BdPESOE), referente ao primeiro trimestre de 2024, divulgado pelo Ministério da Economia e Finanças (MEF) e a que o MZNews teve acesso, este resultado foi influenciado pelo desempenho da Hidroelétrica de Cahora Bassa (HCB) que registou um decréscimo de 0,9 % em comparação a igual período de 2023, decorrente da necessidade de intervenção projectada no canal de restituição e da modernização dos equipamentos para maximização da capacidade instalada.

A HCB é, actualmente, o maior produtor de electricidade em Moçambique e tem uma capacidade de 2000 MW, sendo que perto de 250 são abastecidos localmente, 1000 para a África do Sul e 400 MW para o Zimbabué.

Durante o período em análise, a produção eléctrica da HCB caiu 0,9%, tendo registado 4,044 MWh contra 4,081 MWh registado no período homólogo.

Os dados do MEF acrescentam ainda que as centrais hídricas da estatal Electricidade de Moçambique (EDM) registaram um decréscimo de 7,5% em comparação com igual período de 2023, “influenciado pela queda substancial na produção da central hídrica de Corumana, de Mavuzi e de Chicamba.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.