Porto de Maputo lança serviço logístico ferroviário que liga Maputo e Harare

Porto de Maputo lança serviço logístico ferroviário que liga Maputo e Harare

A empresa concessionária do terminal de contentores do porto de Maputo anunciou esta segunda-feira uma ligação ferroviária dedicada entre a capital moçambicana e Harare, capital do Zimbabué.

“A DP World Maputo, que tem a concessão para gerir, desenvolver e operar o terminal de contentores de Maputo, enviou na sexta-feira o primeiro serviço de comboio de contentores dedicado que liga Maputo e Harare, no Zimbabué”, lê-se em comunicado.

A empresa pretende apostar na ligação de Maputo à África do Sul, Zimbabué e Suazilândia por via ferroviária.

Segundo refere, o porto de Maputo é a porta de entrada mais rápida para chegar à capital zimbabueana, o serviço ferroviário será bissemanal – com o objetivo de se tornar semanal – e a firma será responsável por toda a documentação portuária e fronteiriça.

O serviço ferroviário surge depois de a DP World Komatipoort, na África do Sul, ter anunciado a sua primeira importação por via terrestre a partir de Maputo.

“As importações internacionais de contentores desembarcados no porto de Maputo e destinados ao interior da África do Sul podem ser movimentadas sob franquia para Komatipoort, onde é possível tratar do seu desalfandegamento” para entrega em toda a África do Sul.

No mesmo comunicado, a multinacional compromete-se a continuar a “desenvolver o Corredor de Maputo”, uma rota comercial considerada “vital” na África Austral.

Para tal, a DP World pretende apostar em “investimento em novas infraestruturas para satisfazer a procura local, em paralelo com o aumento da capacidade do terminal de contentores”, depois da duplicação da área “entre 2016 e 2018”.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta