Polícia com cães e blindados impedem homenagem a Azagaia

Polícia com cães e blindados impedem homenagem a Azagaia

Um contingente militar está posicionado neste momento na avenida Eduardo Mondlane, cidade de Maputo, próximo à estátua para impedir uma marcha pacífica em homenagem ao ‘rapper’ moçambicano de intervenção social Azagaia, que morreu há uma semana em Maputo vítima de doença.

A polícia moçambicana está a dispersar com gás lacrimogéneo uma marcha em Maputo de homenagem ao ‘rapper’ de intervenção social Azagaia, que morreu há uma semana vítima de doença.

Centenas de pessoas começaram a concentrar-se às primeiras horas da manhã, mas foram impedidas de marchar na capital moçambicana.

“Os mesmos que nos autorizam” a marchar, deram “ordens superiores” à polícia para atacar os participantes, referiu Quitéria Guirrengane, uma das organizadoras.

Desde as 08:00 que uma sequência se repete: participantes juntam-se a entoam canções de Azagaia e a polícia, armada, com força canina e blindados, dispara gás lacrimogéneo contra os grupos, obrigando-os a fugir.

Depois juntam-se noutra esquina e a situação repete-se.

O gás tem sido disparado por entre transeuntes e circulação automóvel do centro da cidade – que por vezes ficam sob o gás -, nas imediações da estátua de Eduardo Mondlane, na avenida com o mesmo nome.

Siga as actualizações na notícia de segunda, dia 20.03.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta