Petrolíferas devem suspender projectos para alcançar emissões zero em 2050

Petrolíferas devem suspender projectos para alcançar emissões zero em 2050

As empresas do sector energético devem suspender todos os novos projectos de exploração de petróleo e gás já a partir deste ano se quiserem manter o aquecimento global sob controlo, avisou a Agência Internacional de Energia (AIE). Este alerta consta de um relatório que aponta as formas de alcançar as zero emissões de dióxido de carbono até 2050, para se cumprir o Acordo de Paris.

Além de cortar drasticamente o consumo de combustível fóssil, também seria necessário gastar mais com tecnologias de baixo carbono, passando dos atuais dois biliões de dólares para cinco biliões. “Precisamos de um aumento histórico no investimento”, disse Fatih Birol, líder da AIE, ao Financial Times, acrescentando que isso faria aumentar 0,4% ao ano o crescimento do PIB mundial.

Dave Jones, analista do instituto de estudos climáticos Ember, diz que este apelo é surpreendente: “Ninguém esperava isso da AIE. É uma grande reviravolta da parte deles”. “Têm sido muito pró-fóssil, então lançar algo assim é simplesmente incrível… Esta é realmente uma faca na indústria de combustíveis fósseis”, acrescentou.

A agência reconhece que esta redução será severa para alguns produtores, uma vez que a quota-parte dos combustíveis fósseis no fornecimento global de energia tem de cair cerca de quatro quintos, atualmente, para um quinto em 2050, sendo que a energia solar passará a ser a principal fonte no mundo. “Os países cujas economias dependem das receitas do petróleo e do gás enfrentarão enormes desafios”, reconheceu Fatih Birol, diretor da AIE.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta