Oxford e AstraZeneca testam vacina contra variante da África do Sul

Oxford e AstraZeneca testam vacina contra variante da África do Sul

A Universidade de Oxford e a AstraZeneca começaram a testar em voluntários uma vacina contra a variante Beta do novo coronavírus, detectada na África do Sul, foi anunciado este domingo.

Em comunicado, a Oxford adiantou que vão ser recrutados 2 250 participantes no Reino Unido, África do Sul, Brasil e Polónia, no âmbito das fases II e III do ensaio clínico em seres humanos, cujos dados devem ser revelados ainda este ano.
“Testar o reforço de doses de vacinas existentes, bem como vacinas contra as novas variantes é importante para garantir que estamos o melhor possível preparados para estar à frente da pandemia de covid-19”, afirmou o director do Oxford Vaccine Group, Andrew Pollard.
A pandemia de covid-19 provocou mais de 3,9 milhões de vítimas em todo o mundo, resultantes de perto de 180 milhões de casos de infecção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Partilhar este artigo