“Moçambique está relativamente estável apesar da nova onda de terrorismo” – Filipe Nyusi

“Moçambique está relativamente estável apesar da nova onda de terrorismo” – Filipe Nyusi

O Presidente da República afirmou nesta quinta-feira (29), que Moçambique goza de uma relativa estabilidade apesar do terrorismo e extremismo violento que, desde Outubro de 2017, afectam alguns distrito do norte da província de Cabo Delgado.

Falando na capital argelina, Argel, no término das conversações entre os dois países, onde as delegações assinaram instrumentos jurídicos nas áreas de hidrocarbonetos, energia, agricultura, pesca e segurança pública e militar, Filipe Nyusi frisou que Moçambique goza de estabilidade política relativa, “pois as instituições funcionam com normalidade”.

“Detalhamos pelo facto de o País estar a ser confrontado com desafios de vária ordem com destaque para o terrorismo que assola algumas regiões da província de Cabo Delgado, mas também falamos de catástrofes naturais cíclicas em Moçambique, como é o caso das secas e ciclones”, acrescentou Nyusi, citado pela AIM.

Segundo o estadista moçambicano, a estabilidade que se regista no País permite a realização das eleições, convidando os empresários argelinos a investirem em Moçambique.

“As potencialidades são imensas no domínio da agricultura, do turismo, também na área das infra-estruturas, mineração, energia e pescas conjugadas com a experiência e conhecimento científico e tecnológico que a Argélia detém pode tornar vibrante a nossa cooperação económica”, avançou, sublinhando que “o nosso interesse é transformar os recursos existentes para empregar mais moçambicanos, para além de criação de rendas para as famílias”.

Por sua vez, o presidente argelino, Abdelmadjid Tebboune, assumiu o compromisso para viabilização dos quatro acordos assinados.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.