Missão militar da SADC recebe credenciais para iniciar operações em Moçambique

Missão militar da SADC recebe credenciais para iniciar operações em Moçambique

O governo moçambicano concedeu esta quinta-feira, 22, as credenciais necessárias para o início das operações militares da SADC, que vão apoiar no combate ao terrorismo em Cabo Delgado.

Segundo o portal “VOA”, a medida foi oficializada pela ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo, num encontro com o representante Especial da Missão da Força de Estado de Alerta, Moho Molomo.

A chefe da diplomacia moçambicana disse, na ocasião que “o governo vai fazer de tudo para garantir o sucesso da missão, nomeadamente, a erradicação do terrorismo na região”.

Malawi vai mandar tropas

Por seu turno, Moho Molomo descreveu a credenciação ontem recebida, como um passo fundamental para a missão militar, cujos elementos começaram a chegar.

Entretanto, o ministério da Defesa Nacional, através do seu porta-voz, Coronel Omar Saranga, desmentiu que o contingente da SADC, que, em princípio será composto por três mil homens, já esteja em Moçambique.

Saranga disse que iniciou a chegada de militares regionais que serão comandados pelo General sul-africano Xolani Makayi.

Outro dado avançado é que o Malawi também vai enviar tropas para integrar a missão regional, contrariando, deste modo, o que chegou a ser veiculado, que apontava para o afastamento do exército de Lilóngwè.

Partilhar este artigo