Já há debate em torno do reajuste do novo salário mínimo

O Porta-voz do Ministério do Trabalho e Segurança Social, Emídio Mavila, explicou que nos próximos trinta dias, os diferentes intervenientes nos sectores produtivos vão procurar encontrar consensos em torno do novo salário mínimo.

Por seu torno, O representante da OTM-Central Sindical, André Mandlate, apela a uma melhor avaliação nas negociações, para que o reajuste do salário mínimo traga avanços na vida dos cidadãos.

Já a Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), através do presidente do Pelouro Laboral, Paulino Cossa, entende que a subida dos preços de combustíveis e a inflação da moeda, poderão comprometer as negociações do reajuste do salário mínimo.

Partilhar este artigo