Inhambane necessita de quase 300 milhões de meticais para recuperação pós-ciclones

Inhambane necessita de quase 300 milhões de meticais para recuperação pós-ciclones

A província de Inhambane, no sul do país, necessita de quase 300 milhões de meticais para recuperação pós-ciclones, anunciou esta quarta-feira fonte do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres.

“Para a província voltar a ser o que era antes da passagem desses ciclones, estamos a precisar de um valor de cerca de 291 milhões de meticais”, disse Cândido Mapute, delegado do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres em Inhambane.

O delegado falava durante uma sessão do centro operativo de emergência, onde foi analisado o impacto da época chuvosa e ciclónica 2020-2021.

Moçambique foi assolado desde Outubro por eventos climáticos extremos, com destaque para a tempestade Chalane e os ciclones Eloise e Guambe, além de outras semanas de chuva intensa e inundações.

Segundo o responsável, as áreas que mais precisam de intervenção são a agricultura, educação, saúde e para as vias de acesso.

“Para as necessidades urgentes, sobretudo para os distritos mais afetados, estamos a falar de 41 milhões de meticais que o Governo tem de mobilizar urgentemente para fazer face” às necessidades da província, referiu.

Moçambique é considerado um dos países mais severamente afetados pelas mudanças climáticas no mundo, enfrentando ciclicamente cheias e ciclones tropicais.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta