Indicador de Clima Económico cai no primeiro trimestre de 2021

Indicador de Clima Económico cai no primeiro trimestre de 2021

O indicador de Confiança do Clima Económico (ICE) registou uma queda ligeira no primeiro trimestre de 2021, se comparado com o quarto trimestre de 2020, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE). O saldo do ICE, no primeiro trimestre de 2021, situou-se em 86,7 pontos, contra 86,9 pontos registados no trimestre anterior.

Em comunicado, a entidade explica que a confiança desfavorável dos empresários no período em análise foi extensiva às expectativas de emprego e da procura que registaram descidas ligeiras.

“Em termos sectoriais, a conjuntura desfavorável da economia no período em análise deveu-se à apreciação negativa do indicador nos sectores de alojamento, restauração e similares, de transportes e da produção industrial, suplantando assim os sectores da construção, do comércio, bem como de outros serviços não financeiros que registaram uma avaliação positiva no mesmo período em análise”, lê-se no documento.

Segundo o INE, durante o período de referência, o capítulo de expectativa dos preços de bens e de serviços registou uma queda ténue, facto que interrompe os sinais de recuperação verificados no trimestre anterior. Em média, 49% das empresas inquiridas enfrentaram algum obstáculo no primeiro trimestre, o que representou uma diminuição em 6% de empresas com dificuldades face ao trimestre anterior.

Conforme justifica o comunicado, o aumento de empresas com constrangimentos, no mês em análise, foi influenciado, principalmente, pelo incremento de empresas com dificuldades em todos os sectores, com maior destaque para os sectores de alojamento, restauração e similares (58%), transportes (54%) e de produção industrial (52%), com a maior frequência relativamente aos outros sectores de inquérito.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta