Fronteira de Ressano Garcia em estado de alerta devido à pandemia

Fronteira de Ressano Garcia em estado de alerta devido à pandemia

A partir desta segunda-feira, 12 de Julho, as fronteiras com África do Sul passaram a estar em estado de alerta máxima devido ao aumento diário de casos positivos acompanhados com óbitos e internamento em todo país, especialmente nas cidades de Maputo, Tete e Beira.

As autoridades de migração e saúde na fronteira do Ressano Garcia, reposicionam-se naquele posto fronteiriço no que diz respeito ao controlo do vírus do covid-19 aos viajantes que entram ou saem de Moçambique. Citado pelo e-Globlal, o chefe interino Ernesto Maquina explicou ainda que as medidas abrangem todos os indivíduos, inclusive os funcionários naquele posto.

Este trabalho visa evitar as contaminações que se verificam em quase todo o país. Duas escolas primárias registaram casos positivos, na cidade da Beira, diagnosticados em cinco professores que se encontram, neste momento, em quarentena domiciliária.

Trata-se de cinco professores das Escolas Primárias Completas de Nhangau e Esturro, que testaram positivo, na semana passada. De acordo com o director dos serviços distritais de Saúde Mulher e Acção Social, os professores em causa são assintomáticos.

Uma das medidas tomadas pelo sector de saúde, para evitar a propagação da doença, foi fazer o rastreio a todos professores e alunos, que estiveram em contacto com os mesmos.

Apesar do crescente número de casos de covid-19, munícipes residentes na Beira não estão a cumprir com as regras básicas de prevenção da doença, tas como o uso de máscara, lavagem das mãos e distanciamento.

Partilhar este artigo