“Deus” do cinema afro-americano morre aos 89 anos

“Deus” do cinema afro-americano morre aos 89 anos

O multifacetado “Godfather” do cinema afro-americano, Melvin Van Peebles, morreu, na terça-feira (21), aos 89 anos de idade, em Nova Iorque. Peebles foi actor, director, roteirista, dramaturgo, novelista e compositor que abriu as portas para uma nova era de filmes afro-americanos, por volta dos anos 70.

O ícone do cinema afro-americano ficou conhecido por dirigir clássicos como Sweet Sweetback’s Baadasssss Song – que serão exibidos esta semana no Festival de Cinema de Nova Iorque pelo seu 50.º aniversário – “The Story of a Three-Day Pass”, “Watermelon Man” e “Don’t Play Us Cheap”.

O realizador e escritor influenciou toda uma geração de cineastas afro-americanos, incluindo Spike Lee e John Singleton.

A Colecção Criterion, que distribuiu muitos de seus filmes, disse que “Peeble deixou uma marca indelével no panorama cultural internacional através dos seus filmes, romances, peças de teatro e música”. Estas obras marcaram uma carreira sem igual, diferenciada pela criação, curiosidade ilimitada e empatia espiritual.

Partilhar este artigo