CTA Reporta Queda da Facturação Empresarial

CTA Reporta Queda da Facturação Empresarial

A confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) reporta uma queda assinalável de facturação empresarial na ordem de 26 por cento durante o primeiro trimestre de 2021, devido a uma série de medidas restritivas no âmbito do combate à Covid-19, que limitaram a actividade empresarial.

O ponto de situação empresarial foi apresentado recentemente, pela CTA, através de um relatório denominado “Índice De Robustez Empresarial” que relata a deterioração dos rácios de desempenho das empresas moçambicanas no período em alusão.

“O I Trimestre de 2021 é marcado pela segunda vaga de propagação da pandemia do covid-19, que induziu a adopção de novas medidas restritivas que limitaram a actividade empresarial. Devido a este cenário, a facturação do sector empresarial moçambicano reduziu em cerca de 26% no I trimestre de 2021 face ao IV trimestre de 2020”, lê-se no relatório.

O documento mostra que o índice de robustez empresarial reduziu de 40 por cento para 28%, o correspondente a uma queda de 12 pontos percentuais, “facto que se deve, para além das novas medidas restritivas, aos efeitos negativos dos ataques terroristas na zona Norte da província de Cabo Delgado, bem como aos efeitos dos ciclones Chalane e Eloise que assolaram a zona Centro do país.”

Quanto ao ambiente macroeconómico, o I trimestre de 2021 mostra igualmente, uma sistemática deterioração em comparação com o trimestre anterior, tendo o índice de ambiente macroeconómico registado uma queda em um ponto percentual, saindo de 47% para 46%, devido à depreciação do Metical face as principais moedas transaccionadas no mercado (sobretudo o dólar americano), embora na parte final do I trimestre tenha se observado uma apreciação na moeda nacional.

O documento aponta, igualmente, a situação de insegurança na província de Cabo Delgado que se faz sentir desde 2017, agudizada pelo ataque do dia 24 de Março no distrito de Palma, onde se encontra instalado o projecto de Gás Natural liderado pela petrolífera francesa Total, como sendo uma das causas da queda do índice de robustez empresarial.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta