Criptomoedas perdem 25% do valor em apenas uma semana

Criptomoedas perdem 25% do valor em apenas uma semana

O valor de mercado das criptomoedas afundou mais de 25% em apenas uma semana, passando de 2,56 biliões de dólares a 12 de Maio para 1,9 biliões esta quarta-feira, segundo cálculos do ECO com base nos dados da plataforma CoinMarketCap.

A queda não resulta apenas da desvalorização acentuada da bitcoin. Excluindo o efeito da criptomoeda mais popular de todas, o valor de mercado das restantes moedas virtuais afundou quase 40% no mesmo período, para um patamar abaixo de um bilião.

Estas perdas de valor deram-se numa semana que foi marcada por várias notícias negativas para os adeptos das criptomoedas: o recuo da Tesla na adopção da bitcoin como forma de pagamento e a decisão da China de proibir as instituições financeiras e de pagamentos de fornecerem serviços assentes em moedas virtuais.

A 13 de Maio, o patrão da Tesla anunciou no Twitter que a empresa já não ia aceitar mais pagamentos em bitcoin pelos seus automóveis, citando preocupações com a pegada ambiental das transações na blockchain. Elon Musk também sugeriu, noutra ocasião, que a Tesla já terá vendido o investimento de 1,5 mil milhões de dólares na criptomoeda que anunciou em fevereiro.

A decisão da empresa fez precipitar o valor da bitcoin: as 18,7 milhões de moedas em circulação valem agora 35 625,5 dólares cada uma, granjeando de um valor de mercado de 665 mil milhões de dólares, uma queda intra-diária de 18,93%.

Esta quarta-feira, o regime comunista chinês anunciou que todas as entidades financeiras ou de pagamentos no país estão agora proibidas de prestarem serviços de criptomoedas. A China é um dos principais mercados de criptomoedas e o anúncio pressionou severamente o valor das criptomoedas.

Não são só as criptomoedas que estão a perder valor esta quarta-feira. O dia está a ser penalizador para a generalidade dos ativos de risco, registando-se quedas significativas nas bolsas, no valor das obrigações e até no preço das matérias-primas. Um sinal de arrefecimento da euforia em torno dos investimentos de risco.

Por fim, vale a pena olhar também para o mercado dos NFT, os non-fungible tokens, que ganharam grande popularidade este ano quando um artista norte-americano vendeu uma imagem de computador através de um NFT por 70 milhões de dólares. E também aqui há sinais de arrefecimento.

Depois de, a 9 de maio, a venda de NFT ter movimentado um recorde acima dos 176 milhões de dólares nos sete dias anteriores, dez dias depois, este valor é agora bem inferior: 25,1 milhões de dólares, de acordo com a plataforma NonFungible.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta