Comércio informal causa prejuízo de 9.7 milhões de meticais ao Estado

Comércio informal causa prejuízo de 9.7 milhões de meticais ao Estado

A proliferação do comércio informal tem estado a causar prejuízos avultados na colecta de impostos para os cofres do Estado. Os dados avançados pela Autoridade Tributaria de Moçambique (ATM) indicam que no ano passado o país perdeu cerca de 11,6 milhões de Meticais e só nos primeiros dois meses do ano corrente, cerca de 9,7 milhões de Meticais não entraram nos cofres do Estado.

Face a este cenário, ATM pretende promover o alargamento da base tributária e a formalização do sector informal, através do cooperativismo moderno.

“Temos, ao nível da cidade de Maputo, muitas associações de importadores, de vendedores, de produtores, e o que queremos é que essas associações se transformem numa organização com um modelo económico compatível com a nossa realidade e que possa contribuir para a transformação da nossa economia”, referiu a presidente da ATM, Amélia Muendane, esta quarta-feira, na cidade de Maputo, no lançamento do Ciclo de formação em cooperativismo moderno.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE) cerca de 90% da população com força economicamente activa está no sector informal, e a cidade de Maputo é um dos centros de proliferação desse sector.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.