Categoria: Opiniões

Home » Opiniões » Página 5
Senhor ministro e a sopa do Natal
Artigo

Senhor ministro e a sopa do Natal

Ainda tenho na memória imagens bem vivas de crianças daquele infantário; crianças sujas, acorrentadas em cadeiras de rodas como bichos, sem mínima força de levar uma colher de sopa à boca e outras ardendo em pijamas humedecidos de urina. Não me esqueço de uma das funcionárias que chamava as crianças com nomes de animais; existia...

Um poeta que examina a nação…
Artigo

Um poeta que examina a nação…

Carregada de dúvidas sobre o seu estado, a nação decidiu dirigir-se a um consultório de um poeta para ser examinada. Chegou ao consultório e a primeira coisa que fez foi espernear-se sobre o banco de espera e podar-se as unhas sujas com os dentes. Com uma senha na mão esperou pela sua vez para ser...

O meu avô suspenso na memória
Artigo

O meu avô suspenso na memória

Escrito por Sérgio Raimundo “E se o céu me caísse em cima seria, pelo menos, um destroço”, ciciava o meu avô enquanto cavava com a unha um buraco para enterrar o botão da camisa. Não me sai da cabeça o meu avô engolindo pequenas medalhas de comprimidos e disparando rajadas de tosse tal qual o...

Um ano de muitas estações
Artigo

Um ano de muitas estações

Escrito por Joaquim Tobias Dai As nossas emoções, experiências e expectativas, parecem-se com as estações do ano. São todas importantes, mas o efeito que têm sobre nós são díspares, à sua maneira. Umas alegres e outras nem por isso. Durante o último ano, andamos obcecados pelo desconfinamento e por diversas razões. Desconfinamento é sinónimo de vitória...

Miguel Luís
Artigo

Milhões de olhos, uma só tenda: não deixem a autoridade do país ser sequestrada

Escrito por Miguel Luís Milhões de olhos, uma só tenda. No interior, toneladas de papéis nas mesas; juízes e advogados com vestimentas pretas que lhes escondem os fatos cuidadosamente escolhidos; duas faixas encarnadas, uma para cada uma, por cima das vestimentas pretas que as procuradoras vestem; no vácuo retangular que fica entre as mesas uma dezena...

A cova no Lhanguene e o trapo do meu padrasto…
Artigo

A cova no Lhanguene e o trapo do meu padrasto…

Escrito por Sérgio Raimundo Primeiro foi um balão enorme que se fixou no gancho do umbigo do meu padrasto, primeiro foi uma carruagem de larvas que carregava fardos de moscas nas pernas do meu padrasto, mas continuo achando que primeiro foi a boca virada do meu padrasto que cuspia palavras com sílabas tortas e coxas....


x