Califórnia regista temperatura mais alta do planeta

Califórnia regista temperatura mais alta do planeta

A zona de deserto conhecida como Vale da Morte, na Califórnia, EUA, tem estado a bater recordes de temperaturas com uma onda de calor extremo. Neste domingo, os termómetros registaram a temperatura mais alta do planeta. O Serviço Nacional de Meteorologia registou 54,4 graus na região, uma das mais altas alguma vez registadas na Terra.

Os termómetros analisados no coração do Vale da Morte revelaram o número extremo, embora um guarda do Serviço Nacional de Parques Florestais tenha explicado à Reuters que normalmente as temperaturas são ainda mais elevadas do que as medidas oficialmente.

Ainda assim, turistas tiveram coragem de abanaodnar os seus carros com ar condicionado por instantes só para posar em fotografias com o termómetro.

O Serviço Meteorológico Nacional emitiu avisos de calor extremo em grande parte da região e alertou os residentes de que as altas temperaturas podem ser prejudiciais à saúde, especialmente para crianças e idosos.

O calor sufocante, que se estendeu por grande parte do noroeste do Pacífico, pressionou as redes eléctricas e provocou grandes incêndios florestais, incluindo um incêndio de grandes dimensões no sul do Oregon que ameaçou 1 200 habitações e outras estruturas. O incêndio, que começou na terça-feira, deixou às escuras milhares de hectares naquela região.

O fogo foi de tal forma violento, que os 926 bombeiros que trabalhavam no combate às chamas foram forçados em alguns casos a deslocar-se para “zonas de segurança pré-determinadas”.

As chamas estavam próximas de um corredor de cabos de energia de alta tensão que ligam as redes eléctricas de Oregon com a da Califórnia, preocupando as autoridades com a possibilidade de ambos os estados terem quebras de fornecimento que afectariam milhares de residências e empresas.

Partilhar este artigo