Cabo Delgado ultrapassou meta de receitas fiscais apesar da instabilidade

Cabo Delgado ultrapassou meta de receitas fiscais apesar da instabilidade

A província de Cabo Delgado, norte do país, ultrapassou em 100 milhões de meticais a meta de receitas fiscais do primeiro semestre, apesar da guerra que assola parte do território, anunciou a Autoridade Tributária (AT).

O delegado da AT na província de Cabo Delgado, Helmano Nhatitima, disse, em declarações na sexta-feira à STV, que a cobrança de receitas atingiu 2,3 mil milhões de meticais, de Janeiro a Junho deste ano.

Para esse período, o fisco tinha projectado um máximo de receitas de 2,2 mil milhões de meticais, acrescentou Nhatitima.

O negócio da extração de rubis e outras pedras preciosas garantiu o maior quinhão de receitas que Cabo Delgado cobrou nos primeiros seis meses, prosseguiu o delegado da AT na província.

Helmano Nhatitima avançou que os ganhos registados no primeiro semestre não incluem as zonas assoladas pela violência armada, uma vez que a actividade fiscal ficou totalmente paralisada nessas áreas, situadas a norte de Cabo Delgado.

Grupos armados aterrorizam a província de Cabo Delgado desde 2017, sendo alguns ataques reclamados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Partilhar este artigo