Bancos prevêem que o crescimento económico global desça no próximo ano

Bancos prevêem que o crescimento económico global desça no próximo ano

Alguns dos maiores bancos globais estimam que em 2024 o crescimento económico diminua ainda mais, pressionado pelas taxas de juro elevadas, pelos preços mais elevados da energia e por um abrandamento de duas das maiores economias do mundo, segundo a ‘Reuters’.

De acordo dom uma pesquisa da ‘Reuters’, citada pelo jornal Económico, este ano a economia global deve crescer 2,9%, no entanto para o ano estima-se que o crescimento desacelere e fique próximo dos 2,6%.

A maioria dos economistas espera que o crescimento económico evite uma recessão económica, no entanto sinalizaram possibilidades para ‘recessões moderadas’, principalmente na Europa e no Reino Unido.

Para os Estados Unidos os bancos e economistas, ainda esperam que haja um crescimento ‘suave’, apesar das incertezas que se vivem em torno das trajectórias das políticas monetárias da Fed. O crescimento da China parece enfraquecer, exacerbado pelas empresas que procuram destinos de produção alternativos e eficientes em termos de custo.

Segundo as perspectivas de Goldman Sachs, a economia global deverá crescer 2,6% no próximo ano, com a zona Euro a crescer 0,9%, os Estados Unidos a subirem 2,10% e o Reino Unido 0,6%. Já o Morgan Stanley aponta para um crescimento global de 2,8%, com a zona Euro a crescer 0,5%, os Estados Unidos a aumentarem 1,9% e o Reino Unido a registar uma descida de 0,1%.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta