Banco Mundial disponibiliza 20 milhões de dólares para pequenas, médias e microempresas

Banco Mundial disponibiliza 20 milhões de dólares para pequenas, médias e microempresas

O Banco Mundial anunciou esta quinta-feira um total de 20 milhões de dólares destinados ao financiamento de pequenas, médias e microempresas afectadas pelos ciclones Idai e Kenneth em Moçambique.

O financiamento destina-se às empresas que foram afectadas, em 2019, pelos dois ciclones, mas o destaque vai para a cidade da Beira, uma das mais devastadas, segundo a directora do Banco Mundial em Moçambique, Idah Pswarayl Riddihough, que falava à imprensa depois de um encontro com o sector privado na cidade da Beira, província de Sofala, centro do país.

Trata-se de duas janelas de financiamento: uma de 15 milhões de dólares para médias empresas e outra de cinco milhões (quatro milhões) para microempresas.

“Nós entendemos as necessidades das pequenas empresas aqui na cidade da Beira. Portanto, para responder, abrimos estas janelas de financiamentos”, afirmou.

Segundo dados avançados ontem, para recuperação após os ciclones, o Banco Mundial apoiou Moçambique com cerca de 200 milhões de dólares, investidos em projectos ligados ao abastecimento de água, reconstrução de infraestruturas públicas, bem como à prevenção de doenças, a segurança alimentar, a protecção social e sistemas de aviso prévio nas comunidades

O ciclone Idai atingiu o centro do país em Março de 2019, provocou 604 mortos e 1,8 milhões de pessoas afectadas.

Pouco tempo depois, em Abril, o Norte foi afectado pelo ciclone Kenneth, que matou 45 pessoas e afectou outras 250 mil.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta