Banana de Chókwè chega no mercado sul-africano

Banana de Chókwè chega no mercado sul-africano

Setenta mil toneladas de banana Williams, cultivada nos campos da Invest Limpopo Limitada, no distrito de Chókwè, em Gaza, serão exportadas este ano para o mercado sul-africano.

A informação foi avançada, semana passada, pela direcção da empresa, por ocasião da visita de trabalho da governadora de Gaza ao distrito. Na ocasião, Júlio Langa referiu que a empresa possui condições para a produção de outras culturas como cana-de-açúcar, hortícolas e algodão.

Explicou que a empresa está a explorar 1154 hectares, dos quais 50 estão a ser direccionados à produção da banana e os restantes a outras culturas de rendimento como algodão, que vai entrar na fase experimental.

Segundo o responsável, estão a ser investidos 7,5 milhões de meticais para a produção agrícola. Actualmente, a banana está numa fase adiantada, tendo já sido exportadas 25 mil toneladas para o mercado sul-africano.

No que diz respeito ao algodão, a fonte disse estar-se na fase conclusiva do estudo de mercado indicando que o português é, para já, o primeiro interessado por aquele produto nacional.

A governadora de Gaza, Margarida Mapandzene, defendeu a necessidade de consolidação da produção da banana e da cana-de-açúcar para depois se partir para outras culturas.

“Conhecemos esta empresa pela produção de hortícolas, não precisamos entrar em detalhes de como é que isso terminou ou se as culturas de hortícolas não deram o rendimento desejável. É preciso consolidar a produção porque se estiverem a fazer muitas coisas de uma vez pode vos atrapalhar. Podemos pensar que as culturas não têm rendimento enquanto o plano de desenvolvimento das actividades da empresa é que não é sustentável”, disse a governadora provincial.

Sublinhou também a necessidade da criação de rotulagem que ostente o nome da empresa e do distrito, no quadro das estratégias de valorização do conteúdo local, bem como para elevar o nome da província no país e além-fronteiras.

Partilhar este artigo