BAD, SADC e OMS reforçam capacidade do MISAU no âmbito da reposta ao Covid-19

BAD, SADC e OMS reforçam capacidade do MISAU no âmbito da reposta ao Covid-19

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), através da Comunidade Para o Desenvolvimento da Africa Austral (SADC), colocou à disposição da Organização Mundial da Saúde (OMS) uma doação de 1,6 milhões de dólares para apoiar o Ministério da Saúde (MISAU) na resposta à pandemia do covid-19.

O apoio visa contribuir para o fortalecimento da capacidade do MISAU no diagnóstico, no tratamento de casos e na protecção dos profissionais de saúde.

Estas aquisições, foram baseadas nas necessidades expressas por quadros seniores do Ministério da Saúde e o seu processo contou com uma forte colaboração Do Secretariado da Comunidade para o Desenvolvimento da Africa Austral (SADC), através da qual os fundos foram encaminhados para a OMS. Esta doação é composta, entre outros, pelos equipamentos sanitários e consumíveis.

A doação chega a Moçambique numa altura em que as autoridades sanitárias nacionais estão em estado de alerta devido ao registo de uma taxa crescente de detecção de novas variantes, caracterizadas por uma elevada mortalidade, juntamente com os surtos de casos de covid-19 na Índia e no Brasil, países que têm fortes ligações com Moçambique.

A OMS classifica a nova variante como uma Variante de Preocupação devido a provas de aumento da transmissibilidade.

Sentimo-nos na obrigação de disponibilizar recursos adicionais e o nosso apoio a Moçambique na resposta desta pandemia que esta a criar transtornos na vida dos cidadãos e   em todos segmentos da sociedade principalmente pelo facto da economia moçambicana ser ciclicamente exposta aos desastres naturais. Esta parceria com a OMS irá complementar os esforços do BAD e do Governo que foram direcionados ao sector privado e ao orçamento nacional”, enfatizou o Representante do BAD em Moçambique, Pietro Toigo.

Já para o Representante da OMS em Moçambique, Joaquim Saweka, “esta oferta que, conjuntamente com o Banco Africano de Desenvolvimento, nosso parceiro de longa data, fazemos entrega oficial hoje ao Ministério da Saúde, é a expressão do compromisso da OMS de assegurar que o Governo reforce a sua capacidade de modo a permitir o acesso da população afectada aos serviços de resposta ao covid 19”.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta