Assore compra mais de 90M de acções da Gemfields

Assore compra mais de 90M de acções da Gemfields

A Assore comprou, na quarta-feira (22), 90.533.595 acções adicionais da Gemfields, elevando a sua participação para 147.947.454 acções. Como resultado da operação, a empresa de manganês e minério de ferro acresceu a sua participação na mineradora de esmeralda e rubi para 12,74%.

A transação foi feita com um prémio de 29,5% sobre o preço de fecho da Gemfields de R2,47 por acção em 17 de Setembro.

De accordo com informações obtidas pela redacção, os “serviços online de preços de acções, incluindo Sharenet, relataram duas negociações em bloco fora do mercado totalizando 90 113 595 acções a um preço de R3,20 por acção em 17 de Setembro”.

A Assore pagou cerca de R289M pela sua participação adicional, elevando o investimento total na mineradora de gemas para cerca de R477M.. A empresa fechou em R2.80 por acção na quarta-feira (22).

O principal investimento da Assore, que saiu da JSE em Maio do ano passado, é uma participação de 50% na Assmang, que controla em conjunto com a African Rainbow Minerals. A Assmang está envolvida na mineração de minérios de ferro, manganês e cromo/crómio.

Ao preço de 3,20 randes por acção, a Assore pagou cerca de 289 milhões de randes por sua participação adicional

“Estamos muito satisfeitos em anunciar nosso retorno a um forte desempenho operacional e financeiro após os horrores induzidos pela Covid em 2020″, disse o CEO da Gemfields. Sean Gilbertson referia-se aos resultados provisórios dos seis meses da Gemfields, encerrados em 30 de Junho.

Gilbertson descreveu os resultados como uma prova do trabalho de meio ano das equipas da empresa. Nisto a reabertura das maiores minas de esmeralda e rubi do mundo, que não produziram nenhum novo suprimento de gemas por um ano. Isto deveu-se à necessidade de preservar o dinheiro na sequência da pandemia.

“Com as minas novamente em pleno andamento, uma posição de caixa muito melhorada e a mudança radical na demanda de mercado que testemunhamos em nossos leilões recentes, estamos muito entusiasmados com os restanes meses de 2021”, disse Gilbertson.

A Gemfields é a operadora e proprietária de 75% da mina de esmeraldas Kagem, na Zâmbia – considerada a maior mina de esmeraldas produtora do mundo – e da mina de rubi em Montepuez em Moçambique – um dos depósitos de rubis descobertos recentemente mais significativos no mundo.

Partilhar este artigo