Arranca extracção de ouro em Cabo Delgado

Arranca extracção de ouro em Cabo Delgado

Arranca, nos próximos dias, a extracção industrial de ouro no posto administrativo de Nairoto, distrito de Montepuez, em Cabo Delgado, um projecto liderado pela Mwiriti Lda., empresa que vinha pesquisando este recurso natural há vários anos.

De acordo com Asghar Fakhir, administrador da Mwiriti Lda., tudo está aposto para o arranque da produção, salientando que o Governo já concessionou a área pretendida e o projecto está já numa fase avançada.

“Espera-se que até final do presente ano tenham sido já produzidas quantidades comerciáveis daquele mineral precioso”, disse.

A fonte deu a conhecer que, para o efeito, foi formada uma joint venture, denominada Nairoto Resource Holding, constituída pelas empresas Mwiriti Lda., uma mineradora das Maurícias e a Gemsfield – unidade que explora rubis em Namanhumbir, na província de Cabo Delgado.

Ele acrescentou que a produção de ouro deveria ter arrancado há vários meses, mas ficou estagnada por conta da pandemia do novo coronavírus.

Dados fornecidos pela nossa fonte indicam que, para o efeito, inicialmente foram investidos pela Mwiriti Lda. 11 milhões de dólares e, neste momento, estão a ser mobilizados pelo consórcio mais de 30 milhões de dólares e que, numa primeira fase, o projecto está a empregar pouco mais de 140 trabalhadores na sua maioria jovens locais.

Asghar Fakhir fez saber também que para iniciar a produção, a empresa precisa de mobilizar pouco mais de 25 milhões de dólares, um montante que será obtido através de empréstimo junto à banca nacional ou através de multinacionais com larga experiência naquele tipo de negócio, tal como o faz na exploração de rubis de Namanhumbir, com a sua congénere Britânica Gemsfield.

Paralelamente a este projecto, a Mwiriti Lda. está a levar a cabo trabalhos de pesquisa de ouro e grafite nos distritos de Marávia e Zumbo, na província de Tete, regiões onde a firma possui 5 licenças de pesquisa e prospecção, onde já investiu cerca de 125 milhões de meticais, estando neste momento a empregar 60 trabalhadores na sua maioria locais.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta