Angola inaugurou o seu maior projecto de diamantes para o qual já foram investidos 635 milhões de dólares

Angola inaugurou o seu maior projecto de diamantes para o qual já foram investidos 635 milhões de dólares

O Presidente de Angola, João Lourenço, inaugurou, na segunda-feira, o maior projecto de exploração de diamantes do país, na mina de Luele, para o qual o consórcio já investiu 635 milhões de dólares.

O consórcio Sociedade Mineira do Luele é constituído pela Catoca com uma participação de 50,5%, a diamantífera estatal angolana Endiama, 25%, a Falcon, 19,5%, a Reform, 4,0%, e o Instituto Geológico de Angola (IGEO), 1%, conforme avança o jornal de Negócios.

O projecto localiza-se no nordeste de Angola, província da Lunda Sul, foi descoberto em Novembro de 2013, durante as pesquisas geológicas da Sociedade Mineira de Catoca.

A sua exploração deverá iniciar-se este ano e estima-se uma produção de 628 milhões de quilates.

Os estudos preliminares do potencial geológico indicam que o kimberlito Luele (rocha matriz do diamante), com 600 metros de profundidade, numa área de 105 hectares, contém uma quantidade de minério de 647 milhões de toneladas, que resultarão em 628 milhões de quilates durante a vida útil de 60 anos da mina.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta