Afreximbank anuncia mecanismo de seguros para impulsionar comércio intra-africano

Afreximbank anuncia mecanismo de seguros para impulsionar comércio intra-africano

O responsável máximo do Afreximbank, Benedict Oramah, anunciou neste domingo, em Acra a criação do Afrexim Insurance Management Company, mecanismo de seguros que visa “colmatar o persistente défice de financiamento do comércio e de investimento relacionado com o comércio” em África.

Presidente do Afreximbank, que intervinha num evento à margem da 30.ª Reunião Anual do Banco Africano de Exportação e Importação (Afreximbank), reconheceu ser “amplamente reconhecido que as economias africanas precisam de criar uma economia mais robusta, diversificando os seus cabazes de exportação e os seus mercados de exportação, com uma maior ênfase no comércio intra-africano”.

“Esta necessidade tornou-se mais urgente na sequência da pandemia covid-19 e do conflito Rússia-Ucrânia que ameaça reverter o impressionante crescimento económico do continente nas últimas décadas”, acrescentou Benedict Oramah.

De acordo com o dirigente do Afreximbank, “um sector africano de serviços financeiros robusto é essencial para garantir um ecossistema económico dinâmico que estimule cada vez mais o comércio e o crescimento intra e extra-africanos”.

“Ao reduzir o risco das transacções ou dos investimentos, o seguro pode ajudar a impulsionar a estratégia empresarial das pessoas envolvidas no comércio intra-africano, bem como permitir que os parceiros globais promovam os seus interesses e ambições comerciais em África”, vincou.

A 30.ª Reunião Anual do Afreximbank (AAM2023), instituição financeira pan-africana criada em 1993, decorre até ao próximo dia 21 em Acra para debater, entre outros temas, a continuação da consolidação da Zona de Comércio Livre Continental Africana (AfCFTA, na sigla em inglês).

Subordinada ao tema “Concretizar a visão: Construir a prosperidade para os africanos”, a reunião de Acra centra-se no comércio africano, no financiamento do comércio e em questões de desenvolvimento, incluindo a aplicação da AfCFTA.

O acordo de livre comércio em África foi aprovado em 2019, entrou em vigor no princípio de 2021 e abrange um mercado com mais de 1.300 milhões de consumidores, que beneficiarão da forte redução das tarifas alfandegárias e das exportações mais livres na região, contando já com 46 dos 54 países africanos que assinaram o documento que criou a AfCFTA.

Entre os restantes temas que também serão debatidos em Acra destaca-se a construção da prosperidade para os africanos relativamente aos desafios da paz e da segurança e o que falta para a auto-suficiência alimentar do continente.

Os encontros anuais são o evento mais importante do Afreximbank, com a edição deste ano a decorrer no Centro Internacional de Conferências de Acra.

Entre os participantes estão o Presidente do Gana, Nana Addo Dankwa Akufo-Addo, e a primeira-ministra de Barbados, Mia Amor Mottley, bem como chefes de Estado e de governo, antigos chefes de Estado, como o ex-Presidente nigeriano Olusegun Obasanjo, líderes políticos, empresariais, peritos do comércio africano, especialistas em financiamento do comércio, académicos e figuras públicas de alto nível, segundo a organização.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta