Activistas ganham dois lugares na administração da Exxon

Activistas ganham dois lugares na administração da Exxon

O hedge fund Engine No. 1, crítico da estratégia ambiental da Exxon, obteve esta quarta-feira uma vitória inédita quando convenceu os acionistas a elegeram dois representantes/activistas para o conselho de administração da gigante petrolíferaavança a Reuters (acesso condicionado, conteúdo em inglês).

Esta nomeação apresenta-se como uma derrota para o CEO da empresa, Darren Woods, que vai ter de lidar com, pelo menos, duas vozes defensoras de alinhar a empresa com os movimentos globais de combate às alterações climáticas. O conselho de administração da Exxon tem 12 membros, dos quais metade escolhidos por Woods.

Neste momento, Gregory Goff e Kaisa Hietala foram já eleitos para fazer parte do conselho de administração da petrolífera, estando a contagem ainda a decorrer. Com esta reunião, o grupo de dissidentes, liderado pelo Engine No. 1, pretende substituir até um terço dos membros que fazem parte do conselho de administração da empresa.

A entrada de novos elementos na administração deve forçar a Exxon a mudar a sua estratégia, com uma maior aposta na energia renovável e um desinvestimento na produção de petróleo.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta