Ações nos EUA em “queda livre” pelo 4º dia consecutivo e sem perspectiva de corte de juros

Ações nos EUA em “queda livre” pelo 4º dia consecutivo e sem perspectiva de corte de juros

As ações nos Estados Unidos caíram na quarta-feira (17) pelo quarto dia consecutivo, diante dos fracos resultados econômicos do primeiro trimestre para as empresas norte-americanas e, também, a falta de expectativas de cortes nas taxas de juros até o fim do ano.

Segundo relatos da imprensa internacional o índice S&P 500 da Bolsa de Valores de Nova York, que acompanha as ações das 500 principais empresas dos EUA, fechou em baixa de 31 pontos (ou 0,6%).

Já o indicador sobre ações de primeira linha está em queda de 2% na semana, após cair 1,6% e 1% nas semanas anteriores.

Com relação ao índice composto Nasdaq, que compreende ações de gigantes norte-americanas como Amazon, Apple, Netflix e Google, os números também são negativos: queda de 1,2%.

Desde a última segunda (15), a baixa acumulada chega a 3%, após reduções semanais anteriores de 0,5%, 0,8% e 0,3%, respectivamente.

O governo relatou na semana passada que os preços ao consumidor nos EUA aumentaram 3,5% no último mês, superando a previsão de 3,4% do Wall Street.

O número ficou bem acima da meta de 2% estabelecida pelo Sistema de Reserva Federal (FED, na sigla em inglês), o que adiou o início das reduções das taxas que eram esperadas para o meio do ano, segundo a imprensa internacional.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.