Moçambique espera laços de comércio e investimento mais estreitos com China

Moçambique espera laços de comércio e investimento mais estreitos com China

O primeiro-ministro, Adriano Maleiane, expressou na sexta-feira, a esperança de fortalecer a cooperação económica e comercial em vários sectores com a China em um evento promocional de investimento realizado na província de Hubei, centro da China.

Em seu discurso durante o Fórum de Investimento Moçambique-China, em Hubei, Maleiane, citado pelo portal Xinhua Português, enfatizou as forças económicas de Moçambique e sua esperança de que ambos os países aprofundem a cooperação em sectores como agricultura, turismo, energia e desenvolvimento de infra-estrutura para avançar a diversificação económica do país.

Mais de 50 funcionários moçambicanos e representantes empresariais participaram do evento.

A China está entre os 10 maiores investidores estrangeiros de Moçambique, com 166 projectos aprovados em Moçambique entre 2017 e 2022, criando mais de 19.000 empregos. O valor total de investimento ultrapassou mil milhões de dólares, dos quais mais de 700 milhões de dólares são investimentos directos, de acordo com os dados compartilhados pelo ministro da Indústria e Comércio, Silvino Moreno, no evento.

“A maioria destes investimentos foram no sector industrial, seguido pela construção e serviços”, disse Moreno, acrescentando que Moçambique está ansioso pelo investimento chinês na agricultura, indústria, infra-estrutura e logística.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.