GAFI decide hoje situação de Moçambique. O futuro dos cartões de crédito moçambicanos é incerto  

GAFI decide hoje situação de Moçambique. O futuro dos cartões de crédito moçambicanos é incerto  

O Grupo de Acção Financeira Internacional (GAFI) vai hoje analisar a situação de Moçambique relativamente ao cumprimento de recomendações e critérios internacionais de prevenção e combate ao terrorismo e branqueamento de capitais.

O país é apontado com não tendo cumprido com as recomendações e isso poderá fazê-lo constar da lista cinzenta do GAFI onde já lá estão 21 países incumpridores das recomendações.

A ser assim, as transacções bancarias podem ser afectadas sobremaneira. Procedimentos que levavam 48 horas poderão durar 21 dias e os cartões de crédito emitidos em Moçambique podem deixar de funcionar (ser banidos) da União Europeia.

As Recomendações do GAFI exigem que todos os países possuam sistemas eficientes de prevenção e combate de lavagem de dinheiro, financiamento do terrorismo e financiamento da proliferação.

Moçambique teve um leque de 40 recomendações do GAFI para cumprir no prazo de dois anos, mas, segundo uma publicação do Centro de Integridade Pública, cumpriu apenas 20%, e das seis mais cruciais apenas uma cumpriu, 16%.

Face ao incumprimento das recomendações do GAFI, Moçambique corre o risco de ser colocado na lista cinzenta desta entidade, com implicações nas restrições no acesso ao sistema financeiro internacional, lê-se.

 

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.