ANC decide hoje futuro de Ramaphosa, indiciado de corrupção

ANC decide hoje futuro de Ramaphosa, indiciado de corrupção

O partido Congresso Nacional Africano (ANC, na sigla em inglês) reúne-se hoje para decidir o futuro do seu presidente e da Africa do Sul, Cyril Ramaphosa, na sequência da divulgação de um relatório que indicia de corrupção.

A ala opositora do partido e outros rivais exigem a renúncia de Cyril Ramaphosa das presidências.

O futuro de Rampahosa tem estado em dúvida desde a publicação, na quarta-feira, de um relatório de um painel de peritos que investigou as revelações de que ele guardava avultados milhões de dólares em dinheiro na sua quinta de caça privada, em Phala Phala, e nem sequer o denunciou quando parte do dinheiro foi roubado da propriedade em 2020.

A existência do dinheiro em dinheiro na quinta de caça Phala Phala e a sua incapacidade de comunicar o roubo à polícia só veio à tona em Junho.

O actual presidente sul-africano não compareceu a uma reunião do ANC, na sexta-feira, que se esperava determinar o seu futuro, no entanto, fontes alegam que ele recusa as acusações de corrupção.

Este domingo, Ramaphosa disse que cabia ao seu partido decidir o seu futuro face a alegações de má conduta contra si, um dia depois do seu porta-voz ter dito que não se demitiria.

Ramaphosa, que garantiu participar numa reunião do comité executivo marcada para segunda-feira, está a lutar pela sua sobrevivência política.

Os meios de comunicação social apelidaram o caso de “Farmgate”.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.